carta-idalgizo

Vocês não estão sozinhos

 

Carta do Superintendente aos funcionários do hospital.

Caros funcionários e funcionárias,

Neste momento em que o mundo parou e deixou toda a humanidade perplexa, assustada e em estado de alerta, por causa de um inimigo invisível, a COVID-19, que não respeita fronteira, distância, religião, raça, condição social e poder econômico, iniciou a sua ofensiva na Ásia e chegou em nosso Estado, na nossa cidade de Anchieta, onde moramos e trabalhamos.

Em cada lugar que este inimigo chega, de forma invisível e silenciosa, provoca de imediato muita apreensão, medo, insegurança, incertezas, mexe com a estrutura psicológica das pessoas e impõe novas regras, ritmos e comportamentos na sociedade, a qual não estava habituada. Como é poderoso esse inimigo invisível, que tem um grande poder de destruição e ataca a todos, sem distinção, dos mais simples até as superpotências mundiais, com seu enorme poderia bélico, sem precisar fazer barulho e disparar nenhum tiro.

Para enfrentar este inimigo invisível e poderoso, a sociedade tentou e está tentando o tempo todo, encontrar formas, medidas, estratégias de combate para barrar a sua expansão, diminuir os seus efeitos nocivos e número de baixas do nosso exército, utilizando como principal arma “o isolamento social ou físico”, ficando de quarentena em casa, evitando andar pelas ruas e formando aglomerações. Uma guerra se vence, ficando em casa, em silencio e, quando precisar sair de casa, o seu escudo de proteção são a máscara de tecido e álcool em gel.

Então, o que parecia uma visagem, uma coisa distante de nós, uma “gripezinha”, uma coisa que não atingiria os fortes e os atletas, infelizmente agora é uma realidade presente no cotidiano de nossas comunidades, de nossas famílias e do trabalho de cada um de nós, onde todos estão se reinventando e buscando formas de trabalhar e de sobreviver, em suas diferentes profissões e ocupações.

Mas, dentre todas as profissões, uma delas, está com a carga maior, com a responsabilidade maior em relação as demais, que precisa sair de casa, exceto os que estão no grupo de riscos, que são os PROFISSIONAIS DE SAÚDE, deixando as suas famílias para cumprir a sua grande missão de cuidar das pessoas atingidas pelo inimigo invisível. Esses são os soldados, os verdadeiros heróis, que estão na linha de frente na guerra contra o COVID-19, usando com armas de ataque, o conhecimento da medicina, da ciência, o carinho, a coragem e a dedicação.

Nós, que atuamos no MEPES em outras profissões, exercendo outros tipos de trabalhos, mas todos e todas empenhados na mesma causa, que é “a promoção integral da pessoa Humana”.

Neste sentido, queremos agradecer e parabenizar todos os profissionais, sem distinção, que formam a equipe, o exército do hospital, pela dedicação, atenção e cuidados no atendimento das pessoas vitimadas pelo COVID-19, assim como manifestar a nossa solidariedade, o apoio e o carinho a cada um e a cada uma de vocês, buscando formas de poder garantir as condições necessárias para que exerçam este importante trabalho e missão com segurança e eficácia. Estamos sempre em orações, torcendo e pedindo a deus que proteja vocês, dando força e coragem para superar os desafios que esta Pandemia nos coloca. Infelizmente, alguns incidentes, por mais cuidado que tenhamos, poderão ocorrer em qualquer profissão, principalmente aos profissionais de saúde que neste momento estão lidando com os casos de coronavírus. Mas, vocês não estão sozinhos nesta luta. Estaremos sempre ao lado de vocês, prestando todo apoio necessário para que possamos atravessar esta tempestade e vencer a batalha contra a COVID-19. Que Deus proteja e ilumine todos e todas.

Um grande abraço de nossos corações.

Anchieta, 28 de maio de 2020

Idalgizo José Monequi
Superintendente Gera do MEPES